Home
Nossa História
O que é o projeto
Participe das Atividades
Quem Somos
Seja um Voluntário
Parceiros:

FIQUE ATENTO AOS SINAIS DO SEU CORPO

Se você é homem que pratica sexo com outros homens, deve saber identificar situações e sintomas de problemas que podem ocorrer, por exemplo, na região do reto, como sangramentos, dores e diarréias, e que podem afetar a sua saúde. A visita ao médico ou a um serviço de saúde próximo deve ser sempre considerada, evitando que um caso relativamente simples possa evoluir para uma complicação mais séria.

São sinais que merecem atenção:

Sangramento retal
Fissura anal: sangue vermelho vivo nas fezes ou no papel higiênico, quase sempre acompanhado de dor ao defecar.
Colite: sangue vermelho vivo ou muco na defecação e possíveis dores; pode estar relacionada a infecções bacterianas ou mesmo ao uso de antibióticos.
Tumores no cólon: nódulos cancerosos ou não podem causar sangramento vermelho vivo durante a evacuação, sem presença de dor.
Hemorróidas: fique atento a sangue vermelho vivo no papel higiênico ou pingando no vaso sanitário; normalmente não há dor.
Ferimento: presença de sangue vermelho vivo após sexo anal sem uso de lubrificante ou uso de "brinquedos sexuais", podendo ocorrer dor.

Dores anais
Fissura anal: Dor durante a defecação com ou sem sangramento e que, frequentemente, começa após uma prisão de ventre.
Espasmo do esfíncter anal: dor forte e aguda quase sempre após a evacuação; pode ser resultado de sexo anal à força ou uso de "brinquedos sexuais".
Fístula anorretal: uma ligação tubular do interior do seu reto para o lado exterior que causa dor, com ou sem presença de febre. A dor deve aumentar em intensidade até que a fístula estoure e uma pequena quantidade de sangue ou pus vaze.
Hemorróida trombosada: caroço inchado, consistente e dolorido adjacente ao ânus causado por um coágulo sanguíneo nas hemorróidas. Pode ou não haver sangramento.
Trauma: ferimento acompanhado de dor após o sexo anal ou uso de "brinquedos sexuais", que pode ou não haver presença de sangramento.

Diarréia
Infecção bacteriana: associada a dores abdominais após a ingestão de alimentos mal cozidos ou contaminados, especialmente ovos, laticínios, frango ou carne moída. Também pode ocorrer após o sexo oral-anal. Pode haver sangue presente nas fezes.
Gastroenterite: freqüentemente com sintomas estomacais semelhantes a uma gripe causada por vírus, com dores abdominais, febre, náuseas e vômitos.
Intestino irritado: "estômago nervoso" com ataques de diarréia e prisão de ventre associados a mudanças de humor e ansiedade.
Parasitas: associados geralmente a viagens regiões diferentes e à infecção pelo vírus HIV; pode ou não ocorrer dores abdominais e febre.

Secreção peniana
Uretrite gonocócica: a gonorréia sempre produz uma secreção infectada e abundante; pode ou não haver queimação ao urinar.
Uretrite não gonocócica: quase sempre uma secreção transparente que pode ser abundante ou visível apenas se o pênis for espremido.
Não confudir com pré-gozo que começa durante a fase de excitação sexual quando a próstata, vesículas seminais e glândulas acessórias menores secretam um fluído transparente pela uretra.

Dores testiculares
Epididimite: inflamação dos epidídimos por trás dos testículos, sendo comum a ocorrência de febre.
Hérnia: um buraco no músculo da parede abdominal; sendo que a pessoa irá notar um caroço surgindo na virilha, que pode chegar ao escroto. Algumas vezes você pode empurrá-lo de volta. Uma hérnia dolorosa é um caso de emergência.
Prostatite: inflamação na próstata que sempre produz uma sensação de peso ou dor no baixo reto, sendo comum a ocorrência de dor.
Torção testicular: uma torção em um testículo, com o surgimento de dores fortes que começam repentinamente; o testículo fica em uma posição superior dentro do saco escrotal; esta é uma situação de emergência, devendo ser procurado um serviço de saúde.
Varicocele: veias alargadas ao redor do testículo causam peso no escroto e uma sensação como se houvesse um "ninho de minhocas" acima do testículo; freqüentemente está associada a um maior risco de infertilidade.

Fonte: GOLDSTONE, Stephen E. Manual do Amor Gay - guia médico para homens. São Paulo: Outras Palavras, 2005, 238p.

Dicas de Sexo Seguro
Sinais do Corpo: Fique Atento
Como lidar com as DSTs
Sexo Oral é arriscado?
A ameaça das Hepatites Virais
Testagem e Aconselhamento
ESTUDOS E PUBLICAÇÕES
Realização:
1051492